Publicado por: . | 27/05/2012

História da Inteligência – Parte I

O ESTADO JUDEU

Uma incursão aos tempos Antigos nos leva ao patriarca Abraão que, partindo da cidade de Ur, na Caldeia , chega à Terra Prometida. É o primeiro momento dos judeus em Canaã.

JOSÉ E SEUS IRMÃOS

A menção mais antiga de “espionagem” no Velho Testamento aparece na História de José (Gênesis 42:6-17). Depois de vendido como escravo pelos irmãos a mercadores ismaelitas, José, filho de Jacó, ascendeu a uma posição de destaque no Governo egípcio – uma espécie de ministro, responsável pelo abastecimento do país em época de escassez de comida.

A fome atingiu também a Palestina e o velho Jacó enviou seus outros filhos ao Egito na busca víveres. Eles chegaram ao país do Nilo e foram imediatamente levados à presença do ministro. José os reconheceu, mas fingiu o contrário com grande esforço. Eles não desconfiaram estar diante do irmão. Queriam comprar víveres. José disse não acreditar e os acusou de terem vindo ao Egito para a “prática da espionagem“. “Vocês são espiões e vieram para conhecer os pontos fracos do país”. Evidentemente, o ministro precisava conhecer bem esta atividade para fazer tal acusação. Os irmãos, apavorados, negam, pois sabiam que a espionagem era punida severamente. Entretanto, ele abraça os irmãos e manda buscar o velho pai.

Jacó traz o povo ao Egito sob a proteção José, então um dos mais influentes ministros da Corte. Todos são bem tratados e vivem livres em uma faixa de terra doada pelo Faraó. O tempo passa, proteção acaba e o povo é escravizado.

Tempos depois, vendo o sofrimento dos Filhos de Abraão, Deus envia Moisés para libertá-los e conduzi-los de volta à Terra Prometida.

Texto extraído do Livro  Sistema de Inteligência de Israel do Professor Raimundo Teixeira de Araújo, que foi meu Professor na ESG/RJ.


Responses

  1. AGORA VAI DAR CERTO COMANDANTE; O CFSD PARA OS 824 CONVOCADOS DA PM RN?
    PORQUE AGORA NÃO EXISTE LIMITE PRUDENCIAL PORQUE É UMA DECISÃO JUDICIAL; TAMBÉM NÃO EXISTE MAIS O IMPEDIMENTO JURIDICO; EXISTE UMA DECISÃO DA JUSTIÇA DETERMINANDO A CONTINUIDADE DAS ETAPAS DO CONCURSO.
    OQUE O SENHOR ACHA DE TUDO ISTO?

    • Prezada Joelma, a PGE já recebeu cópias da Decisão e irá se pronunciar no TJ.

  2. JUSTIÇA DETERMINA CONTINUIDADE DO CONCURSO DA PM
    FONTE: TJ RN
    A juíza Ana Cláudia Secundo da Luz e Lemos, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Natal, determinou a intimação do Comandante Geral da Polícia Militar do RN para, no prazo de 30 dias, enviar àquele Juízo a lista de classificação geral de todas as regiões com base na ordem decrescente das pontuações finais obtidas na primeira fase do certame para o concurso de Soldado da Policia Militar.

    O Comandante deve enviar também o resultado da 2ª fase do certame que foi o teste de aptidão física dos candidatos convocados para todas as regiões conforme edital nº 0291/2010- CFSd/DP/PMRN e deve, por fim, apresentar o cronograma de realização das demais etapas do Concurso (saúde e curso de formação) para cumprimento integral da decisão judicial.

    Em caso de descumprimento destas determinações pelo Comandante da Polícia Militar do RN, determino fixação de multa diária e pessoal no valor de R$ 1.000,00 ( um mil reais) e extração de cópias para apuração de crime de desobediência e cometimento de improbidade administrativa e remessa ao Ministério Público Estadual.

    O que motivou a decisão foi o fato de dois candidatos aprovados terem ingressados com ação judicial contra o Estado do RN objetivando serem convocados para o cargo de Soldado da Polícia Militar do Estado em virtude de ilegalidade cometida pelo Comando da Polícia que estava convocando candidatos com notas iguais ou inferiores aos autores para o curso de formação.

    Foi deferida uma liminar determinando que o Comando da Polícia Militar fizesse a convocação dos candidatos para provimento das vagas remanescentes do concurso de Soldado chamando-os conforme ordem de classificação geral de todas as regiões, com base na ordem decrescente de pontuações obtidas na prova objetiva, alcançando as pessoas dos autores se outras em melhor colocação não atenderem a convocação.

    Posteriormente mais três candidatos ingressaram no processo, requerendo admissão como também autores da ação e requerendo o cumprimento da liminar e divulgação do resultado da 2ª Etapa do Concurso realizada entre o dia 10 de Janeiro de 2011 a 15 de fevereiro de 2011.

    Analisando o processo, a magistrada verificou que apesar de ter havido uma convocação dos candidatos aprovados pelo Comando da Polícia Militar do RN para realização da 2ª Etapa do Concurso de Soldado, fato é que a Decisão Judicial proferida por àquele Juízo ainda foi descumprida.

    “E, não sendo cumprida a decisão judicial, não tem esta magistrada como admitir ou excluir os litisconsortes ativos, pois não se sabe se estão classificados no concurso em posições melhores do que os autores”, considerou. Assim, decidiu intimar o Comandante Geral da PM do RN adotar as medidas necessárias para a continuidade do concurso. (Procedimento Ordinário nº 0013524-83.2010.8.20.0001)

    • Prezada Joelma, a Decisão será cumprida pela PMRN.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 399 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: